Avaliação Neurológica

| Avaliação Neurológica

Conjunto de avaliações clínicas que permitem, direta ou indiretamente, pesquisar anomalias do sistemas nervoso, obter diagnósticos diferenciais e efetuar encaminhamentos com elevado grau de segurança.

Por norma estamos perante uma avaliação longa e exaustiva que requer uma bateria de testes visando a avaliação das capacidades motoras, força muscular, reflexos, coordenação de movimentos, equilíbrio, sensibilidade em diferentes áreas cutâneas, linguagem, memória e análise dos diferentes nervos cranianos.

Em função dos resultados do exame e das hipóteses diagnosticadas equacionadas, poderá existir a necessidade de encaminhamento para um Neurologista que posteriormente poderá requisitar exames complementares como imagens cerebrais por tomografia ou ressonância magnética, eletroencefalograma, análises de sangue, etc.

De forma mais especifica e concreta, o exame neurológico é utilizado para testar os seguintes elementos/estados/condições, objetivando, tal como foi referido anteriormente, a realização de um sólido diagnóstico clínico e de um correto encaminhamento :

A) Validação da consciência A este nível a avaliação neurológica deve apurar se o indivíduo está cônscio de si mesmo e do ambiente; se é conhecedor das circunstâncias que lhe dizem respeito e daquelas com que se relaciona (tempo, espaço, pessoas e fatos); Deve-se testar adequadamente o nível de consciência ( capacidade de despertar do paciente, ou da vigília, determinada pelo nível de atividade que se obtém do paciente como resposta a estímulos crescentes por parte do examinador) e o conteúdo da mesma que resulta sempre do somatório das funções mentais cerebrais, isto é, das funções cognitivas e afetivas do indivíduo, estar ciente e perceber as coisas em relação ao meio externo.

B) Avaliação das pupilas; A este nível é importante determinar a normalidade do diâmetro pupilar, os contornos pupilares e o seu nível de regularidade, a simetria pupilar, a foto-reação pupilar (que está dependente do nervo ótico e do nervo oculomotor) e a respetiva velocidade de reação

C) Avaliação dos pares cranianos Testando de forma especifica e pormenorizada os seguintes nervos: I) Nervo Olfatório; II) Nervo Ótico; III) Nervo Oculomotor; IV) Nervo Troclear; V) Nervo Trigémeo; VI) Nervo Abducente; VII) Nervo Facial; VIII) Nervo Vestíbulo-Coclear; IX) Nervo Glossofaríngeo; X) Nervo Vago; XI) Nervo Acessório e o XII) Nervo Hipoglosso D) Avaliação do sistema motor e do Sistema Sensorial Testando tanto a sensibilidade exterocetiva e a sensibilidade propriocetiva, dando uma especial importância às sensibilidades profundas e ao registos cinético-postural, vibratórios, barestésicos e estereognósticos, F) Avaliação de reflexos profundos. Sendo determinante verificar a integridade dos seguintes reflexos: 1) Reflexo Bicipital; 2) Reflexo Tricipital; 3) Reflexo Supinador ou Braquiorradial; 4) Reflexo patelar; 5) Reflexo Aquileu e 6) Resposta Plantar.

Dr. Renato Martins - Terapia de casal - Sexologia - Hipnose Clínica
Dr. Renato Martins - Terapia de casal - Sexologia - Hipnose Clínica

MARQUE JÁ A SUA CONSULTA

DEIXE-NOS AJUDAR

Porto | Maia | Póvoa Varzim | Santo Tirso | Bragança | Figueira Foz | São Paio de Oleiros | Amarante