Psicologia Clínica

| PSICOLOGIA CLÍNICA

Especialidade clínica que avalia, diagnostica e intervém nas doenças mentais, alterações comportamentais, cognitivas e emocionais, elaborando planos de tratamento cientificamente validados, que devem ser ajustados em função da compreensão clínica de cada pessoa ou situação.

De forma clara e objetiva, estamos perante um ramo da psicologia que versa sobre as condições que possam causar mal-estar ou sofrimento às pessoas, que é muito utilizado na resolução de problemas mentais/psicológicos/emocionais que tenham origem em esquemas / pensamentos mentais disfuncionais. Estamos assim perante o subdomínio da psicologia que se destina a investigar e a intervir no campo da saúde mental.

A terminologia “Psicologia Clínica” é utilizada, pela primeira vez, em 1907, com Lightner Witmer, que o definiu como “o estudo dos indivíduos, por observação ou experiência, com a intenção de promover uma mudança”. Esta especialidade tem, assim, como finalidade a avaliação, o diagnóstico e o tratamento das doenças mentais. Mais recentemente, o campo da psicologia clínica tem sido alargado à promoção da saúde mental, prevenção da psicopatologia e redução de situações de risco.

Sendo importante referirmos que no âmbito da avaliação, o psicólogo clínico tem à sua disposição um conjunto de metodologias que devem ser cuidadosamente selecionadas e adaptadas a cada caso específico, sendo ão bons exemplos dessas metodologias: os Testes Psicológicos Padronizados, a Entrevista Clínica e a Observação.

No âmbito da terapêutica, a especialidade acompanha, essencialmente, situações de disfunção comportamental, emocional e cognitiva.

Dr. Renato Martins - Terapia de casal - Sexologia - Hipnose Clínica

MARQUE JÁ A SUA CONSULTA

DEIXE-NOS AJUDAR

Porto | Maia | Póvoa Varzim | Santo Tirso | Bragança | Figueira Foz | São Paio de Oleiros | Amarante

Dr. Renato Martins - Terapia de casal - Sexologia - Hipnose Clínica

Atualmente, as problemáticas mais prevalentes nos consultórios de Psicologia Clínica são:

1) ao nível da população pediátrica: Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção, as Perturbações de Ansiedade e as Perturbações de Comportamento.

2) ao nível da população adulta: Perturbações de Ansiedade e Perturbações Depressivas.

Assim, depois de estabelecido o diagnóstico, deve passar-se à fase de elaboração de um plano de intervenção, de acordo com as competências e dificuldades encontradas em cada sujeito, tendo sempre em consideração que existem diferentes modelos teóricos que sustentam uma intervenção psicológica. De entre elas, pode citar-se a abordagem psicanalista, a cognitivo-comportamental, a humanista e a sistémica, estando as técnicas e os métodos vinculados a essas abordagens. O modelo cognitivo-comportamental obteve uma significativa validação empírica, correspondendo, em muitos casos, a uma excelente opção, dada a sua eficácia e duração breve.

A intervenção em Psicologia Clínica abrange atividades de Terapia individual, Terapia de Casal, Terapia Familiar e/ou grupal, atendendo um público que vai desde a infância à terceira idade.

Nota – as consultas de Psicologia Clínica, podem ser realizadas individualmente e/ou em casal, dependendo das especificidades do problema e das características do casal

NÃO SE SENTE BEM?
Ajude-me a cuidar de si! CONTACTE-NOS

Contacto Geral – 22 111 33 21 | 22 110 47 57